AO VIVO
Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
Busca
Goiânia
34ºmax
20ºmin
Imprensa

Associação Paulista de Imprensa - API-SP

Ética, dignidade e profissionalismo

23 outubro 2020 - 18h31
Associação Paulista de Imprensa - API-SP

No início do século XX, São Paulo crescia no setor econômico, cultural e social, afetando a imprensa que começava a apresentar progressos relevantes. O público, sedento por cultura e informações, passava a consumir cada vez mais artigos e matérias publicadas nos veículos de comunicação da época como: “A Gazeta”, o “Jornal do Comércio”, “A Plateia”, “Folha da Manhã”, ” Folha da Noite”, “Diário da Noite”, a “Cigarra” e o “Parafuso”.

Para os jornalistas paulistanos, havia a necessidade de organizar uma entidade de classe autônoma como a Associação Brasileira de Imprensa do Rio de Janeiro. A consciência dessa nova realidade começou nas redações dos jornais, que pressionaram os editores para estabelecê-la na cidade.

Entre os anos de 1926 e 1928, alguns jornalistas, liderados pelos editores do “Correio Paulistano” Hermes Lima, Menotti Del Pichia e Cassiano Ricardo, resolveram criar uma entidade que, além de recreativa, cuidasse também dos interesses da classe. Nasceu então o “Retiro dos Jornalistas” entidade que não chegou a funcionar para os devidos fins, por se tratar de um clube fechado, restrito a 25 jornalistas que pertenciam ao “Correio Paulistano” jornal porta-voz do Governo de São Paulo.

Apesar disso, permanecia a perspectiva de se fundar em bases mais amplas, uma organização que unisse e defendesse os profissionais de imprensa; uma entidade independente, mantida através da contribuição dos associados.